Garantir a motivação dos profissionais de uma equipe de trabalho é fundamental em qualquer empresa. Afinal, é importante que o colaborador se sinta valorizado, saiba que pode crescer e ganhar mais, em vários sentidos, quando se esforça, busca melhorias na atuação profissional e, assim, faz o trabalho que a companhia espera.

Mas como saber quando e como realizar o trabalho de premiação? Esta e outras questões serão respondidas, a seguir, neste conteúdo. Nosso objetivo é ajudar os responsáveis por esse procedimento a fazerem tudo de forma correta e justa, garantindo a premiação de quem merece, sem causar nenhuma injustiça ou coisa do tipo.

Por que premiar os colaboradores?

Muitas vezes, ouvimos o senso comum de que as pessoas já recebem um salário e, sendo assim, não fazem mais do que a obrigação ao conquistarem feitos ou gerarem frutos positivos para sua empresa.

Por que premiar os colaboradores?

Não é bem assim. A relação contratual, com o pagamento envolvido, dita uma série de situações, mas o fato é que os profissionais podem, sim, ir além disso. E, neste caso, merecem a valorização com os prêmios.

Isso é o fator básico na hora de saber o porquê de premiar um colaborador: se bateu metas, foi proativo ou encontrou soluções inovadoras para o negócio, merece ser recompensado, pois foi além daquilo que se espera a partir do contrato de trabalho, este sim pago por meio do salário.

Além disso, premiar é mostrar aos funcionários que a empresa valoriza seu material humano. Isso é fundamental para que a motivação se mantenha e os trabalhadores busquem sempre evoluir e fazer mais do que o simples. Evita também a acomodação, já que todos vislumbram o bônus e, assim, não caem em um piloto automático, só esperando o fim do mês.

Premiar em prol da união de equipe

Um fator importante na hora de definir premiações é fazer de forma que as equipes de trabalho se unam. É fundamental que todos entendam que não se trata de uma competição, o que poderia gerar atritos e um querendo se mostrar mais do que o outro para ganhar os bônus.

Premiar em prol da união de equipe

Na verdade, é preciso incutir na mentalidade de todos o fato de que é necessária a união. Se os departamentos e funcionários trabalharem juntos, pensando em soluções criativas e inovações para o negócio, a empresa aumenta suas margens de lucro, conquista resultados melhores e, assim, todos ganham. Mais pessoas serão valorizadas com os prêmios.

Ou seja, a chave é todos trabalharem juntos. Não se trata de uma competição pelas premiações, mas sim uma atividade em equipe, visando o aumento das receitas da empresa e, consequentemente, crescimento profissional de cada um. Prêmios podem ser individuais, mas o fato é que, atuando juntos, todos os funcionários têm melhores chances de chegar ao bônus.

Quando premiar um funcionário?

Depois de entender a importância de oferecer prêmios a quem se destaca, o passo seguinte é definir quando isso será feito. Quais ações e comportamentos saem do comum, para o lado positivo, e merecem uma valorização especial?

Quando premiar um funcionário?

Todas as empresas têm metas e objetivos, e é trabalho de todos fazer com que sejam alcançadas. Mas quando um colaborador se destaca e, em vários momentos diferentes, tem papel fundamental no cumprimento do que foi traçado, merece uma recompensa.

Considerando que ninguém faz nada sozinho, ter a premiação para bater metas consecutivas é também uma forma de todas as equipes se manterem focadas, sem baixar a guarda.

Além das metas estabelecidas, é importante que os funcionários saibam que a proatividade também será recompensada. Muitas vezes, soluções para determinados problemas estão na criatividade. Mas para que a ideia surja, o profissional precisa querer pensá-la.

Quando um projeto é idealizado e colocado em prática, melhorando o serviço da empresa e apresentando soluções melhores ao público-alvo, isso precisa ser recompensado, pois coloca a marca em evidência e na vanguarda perante a concorrência.

A solução de problemas que pareciam crônicos também pode partir de funcionários engajados e proativos. Mais uma razão para bonificar quando isso traz vantagens à empresa.

O objetivo da excelência

E se o objetivo central de qualquer empresa é agradar ao público e garantir a preferência deste, o relacionamento com os clientes precisa ser o ideal. Se o funcionário alcança a excelência na forma de conversar com o público e consegue, assim, aumentar a conversão de vendas ou qualquer que seja a atividade da marca, este também é um fator de bonificação especial.

O objetivo da excelência

E, por fim, ainda é possível mostrar empatia e fazer com que o colaborador se sinta parte da empresa. Como? Dê um prêmio especial quando ele completar determinado tempo no trabalho, sejam dois anos, três ou quantos a gestão achar relevante. Isso motiva os funcionários, faz com que encarem aquele negócio como uma extensão de suas vidas e, portanto, os mantêm focados para sempre darem o melhor por quem se importa com eles.

Quais prêmios são relevantes?

Para finalizar, vale entender melhor quais são as premiações relevantes, porque não é apenas uma questão de dinheiro. Muitas vezes, há outras formas de bonificar o funcionário que faz um trabalho exemplar e além das expectativas.

Quais prêmios são relevantes?

Obviamente, os acréscimos financeiros são muito visados pelos funcionários, mas há também outros prêmios bastante relevantes e que, inclusive, podem melhorar ainda mais a atuação do profissional.

Por exemplo, com o oferecimento de cursos, pagos pela empresa, para que o colaborador se atualize ainda mais, aumente sua capacitação e melhore seu currículo. Neste estilo, também é possível encaixar a participação em congressos, com tudo pago e a oportunidade de trocar experiências com outros profissionais da área.

Além disso, é possível oferecer folgas especiais, que permitam ao funcionário descansar e renovar as energias para voltar ainda melhor ao trabalho, entre outros exemplos de tipos de prêmios que vão além do dinheiro em si. Investir na qualificação profissional, ou mesmo no descanso para que o colaborador mantenha-se mentalmente disposto e pronto para ajudar, são boas soluções também.

Estas são, portanto, algumas respostas para questões relacionadas à premiação de colaboradores que se destacam. Seguindo estes passos, é possível alcançar o equilíbrio ideal para que os bônus não sejam dados de qualquer forma, nem sejam impossíveis de serem alcançados.

Como podemos te ajudar nessa jornada?

A Habaut é um HUB de serviços cujo propósito é transformar o seu RH em uma área mais estratégica, através de uma gestão de pessoas movida a dados e experiências. Experimente gratuitamente clicando aqui.