Antes de tudo, sabemos que o objetivo de qualquer empresa no mercado é gerar competitividade. Contudo, para que isso se torne totalmente possível, é necessário dispor de ferramentas e estratégias cada vez mais eficientes, a fim de qualificarmos nossas atividades, para que nossos produtos e serviços sejam entregues a prazo e de maneira eficiente aos nossos clientes.

Assim, em razão da crise da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), percebemos o quão instável o mercado se encontra. Tanto como forma de evitar custos quanto para se sobressair no mercado, as empresas percebem a necessidade de adotar o ambiente de trabalho híbrido.

Considerada uma modalidade tendente para o futuro, trata-se de modelo completamente flexível e que beneficia tanto os colaboradores, quanto os consumidores.

Quer saber como? Então, confira o nosso post até o final e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Afinal, o que é um ambiente de trabalho híbrido?

Podemos definir que o trabalho híbrido nada mais é do que uma opção que as empresas oferecem aos seus colaboradores para que suas atividades sejam flexíveis. Em outras palavras, os colaboradores podem conduzir suas atividades laborais tanto de forma presencial (na própria empresa) quanto de forma remota (em casa ou em outro local para produzir o trabalho).

Afinal, o que é um ambiente de trabalho híbrido?

Assim, entendemos que por meio desse novo modelo de trabalho empregado no mercado atual — especialmente em decorrência da instabilidade econômica ligada ao coronavírus e as restrições de isolamento social impostas pelos governos — as empresas estão se reinventando, de forma que consigam se sustentar no mercado, reduzir custos e continuar a oferecer a melhor experiência e relacionamento aos seus clientes.

Portanto, por meio do trabalho híbrido, podemos perceber que não é mais necessário trabalhar na sede da empresa a todo instante. O local, agora, pode ser escolhido de acordo com os afazeres diários do colaborador. A ideia, em geral, é escolher o lugar onde os funcionários sintam-se mais produtivos, continuem vestindo a camisa da empresa” e a mantenham em um excelente estado de competição no mercado.

Como temos visto, o home office — que possibilita que o funcionário fique totalmente ausente da sede e mantenha sempre suas atividades laborais à distância — acaba não sendo tão eficiente para alguns negócios. Isso porque a falta de motivação e contato direto com as diretrizes da empresa, bem como sua missão, cultura e valor acaba perdendo o sentido e deixando as atividades profissionais mais desleixadas e pouco profissionais.

Assim, entendemos que o modelo de trabalho híbrido nasce para juntar esses dois processos importantes: a necessidade de relembrar a responsabilidade, a cultura e o principal objetivo da empresa no mercado por meio de atividades presenciais e a busca de se adequar a um mercado instável em decorrência da pandemia por meio do trabalho remoto, quando necessário.

Como criar um ambiente de trabalho híbrido?

O primeiro passo a ser realizado para que possamos estimular um ambiente de trabalho híbrido, devemos nos atentar a alguns elementos e processos importantes. Confira abaixo quais são eles:

1. Tecnologia

Como bem sabemos, o trabalho híbrido — que oferece a oportunidade dos colaboradores trabalharem de qualquer lugar que estiverem — carece de recursos tecnológicos de ponta.

Se o trabalho será remoto, é necessário dispor de sistemas robustos para que as atividades possam ser conduzidas em rede. Um exemplo a citar é a famosa cloud computing, que está ganhando cada vez mais espaço no mercado pela sua capacidade de oferecer envios de informações e dados importantes em rede.

Isso acontece quando um colaborador — trabalhando de sua casa — necessita de algum documento, dado ou informação importante para realizar suas atividades laborais. Nesse ponto, a computação em nuvem faz a ponte entre suas necessidades e a disponibilidade da empresa em ajudá-lo no que for preciso.

Nesse tipo de tecnologia, o colaborador consegue acessar os dados internos da empresa, enquanto a empresa consegue monitorar suas ações, ajudando a combater cibercrimes e o vazamento de informações sensíveis por acessos suspeitos.

Além disso, a própria empresa deve prover as ferramentas de trabalho necessárias, tais como notebooks, tablets, softwares e outros sistemas importantes para conduzir as atividades remotas de forma profissional e qualitativa.

2. Proteção de dados e cibersegurança

Mesmo que a empresa opte por decidir que são os funcionários os principais responsáveis pelos computadores e internet que utilizarão no ambiente de trabalho híbrido, também precisamos levar em consideração sobre as questões relacionadas a proteção de informações.

Assim, é fundamental que a empresa tenha a ciência de investir na segurança de dados, bem como a aquisição de antivírus, fortalecimento do firewall e entre outros processos que contribuam para que os dados e informações sensíveis — seja do colaborador, do cliente ou da empresa — não sejam vazados.

Evitar a entrada de hackers e vírus espiões na rede é só mais uma forma da empresa garantir a sua reputação no mercado e tornar o trabalho híbrido ainda mais seguro.

3. Treinamento e capacitação

Não menos importante do que os itens citados acima, é ter a certeza de que seus colaboradores apresentam todas as habilidades e competências necessárias para conduzir suas atividades profissionais fora da sede. Nesse caso, não basta apenas entregar as ferramentas certas, mas também ter a ciência de que seus funcionários sabem manuseá-las.

Por esse motivo, caso seja necessário, invista em treinamento e capacitação profissional de seus colaboradores, seja por meio de cursos práticos, palestras, seminários e outras formas de adquirir as habilidades certas para continuarem entregando serviços de forma remota.

Por que o trabalho híbrido é tão importante?

Como se não bastasse a estratégia de flexibilização de trabalho como forma de driblar as dificuldades ocasionadas por um mercado economicamente instável, ainda assim conseguimos observar diversas vantagens e benefícios do trabalho híbrido, quando incorporado de maneira eficiente nos negócios.

Por que o trabalho híbrido é tão importante?

Confira abaixo quais são eles:

1. Redução de custos

Podemos perceber que ao flexibilizarmos o serviço presencial com o remoto, obteremos uma redução drástica de custos. Isso porque não haverá a necessidade de investimento em ferramentas e equipamentos tecnológicos de forma frequente, muito menos a necessidade de investir no seu parque de impressão.

Custos com passagem, vale alimentação e entre outros relacionados também podem ser reduzidos. Não haverá necessidade de fazer a locação de novos espaços conforme o número de colaboradores for aumentando, pois com o ambiente de trabalho híbrido, a seleção se torna muito mais enxuta.

2. Redução na incidência de atrasos

Uma das vantagens mais visíveis no trabalho híbrido é a redução do tempo gasto em trânsito, que logo, influencia diretamente na diminuição de atrasos. Para as empresas, a preocupação de um colaborador bater ponto na hora certa é constante, pois o tempo diário de trabalho precisa ser totalmente produtivo.

Contudo, para quem necessita de pegar ônibus em horários de pico, sabe que o objetivo de sempre chegar no horário pode não ser tão eficiente assim.

Por esse motivo, o trabalho híbrido promove essa redução de atrasos, uma vez que além de parte do trabalho do funcionário ser feito em casa, ainda existe a possibilidade de ir à empresa em horários fora de pico ou em dias que são mais tranquilos quanto a trânsito e engarrafamentos.

3. Descentraliza a liderança

Nos últimos anos, temos visto o grande debate em torno da horizontalização da hierarquia que está sendo cada vez mais impetrada nas empresas. Estamos falando de uma mudança que descentraliza o papel da liderança e garante ainda mais autonomia aos colaboradores.

Em outras palavras, é algo que promove mais praticidade aos colaboradores de exercerem suas atividades profissionais de maneira livre, intuitiva e com total capacidade para opinar, se expressar e mostrar caminhos melhores de conduzir atividades e melhorar processos no trabalho híbrido, pois afinal, são eles quem estão na linha de frente.

4. Melhora a gestão de tempo

Não menos importante do que todos os benefícios e vantagens citadas acima, é perceber que o ambiente de trabalho híbrido otimiza ainda mais as tarefas. Ou seja, contribui com uma gestão de tempo ainda mais eficiente. Um exemplo a citar é a questão do atraso ocasionado por engarrafamentos.

Além de uma parte das horas do seu trabalho, você ainda precisará repor essas horas. Se tratando do trabalho híbrido, no entanto, encontramos a vantagem de que quem passa menos tempo no trânsito, consegue ter a oportunidade de fazer um gerenciamento ainda melhor dos momentos que tem para si, seja com os amigos ou com a família.

5. É tendência para o mercado de trabalho

Em razão das restrições de isolamento social, que fizeram as empresas se adaptarem aos novos moldes de consumo, percebemos que o ambiente de trabalho híbrido é tendência para o futuro do trabalho.

Não somente pela necessidade de isolamento social, mas como também para tornar os gastos mais enxutos, o fluxo de caixa mais sustentável e a segurança do funcionário sempre levada em consideração por parte da gestão.

Conclusão

Conforme vimos, o ambiente de trabalho híbrido oferece todo o potencial para as empresas gerarem competitividade no mercado, pois trata-se de um modelo atual e condizente com os novos moldes advindos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Entender a importância do trabalho híbrido é mais uma vantagem competitiva para a sua empresa.