Há uma série de situações indispensáveis para o alto rendimento e, consequentemente, resultados expressivos no ambiente corporativo. Medir a satisfação dos colaboradores, através do clima organizacional da equipe, é um dos métodos mais assertivos nesse sentido.

Não à toa, esse mecanismo é uma pedra angular em Gestão Recursos Humanos (GRH) de empresas de grande porte, como as multinacionais. Afinal, você já deve ter visto que o Google instala até sala de jogos para seus funcionários, não é mesmo?

Mas, como saber se isso realmente dá resultado? E, como compreender as outras situações – como a relação com os colegas – estão agradando seus talentos dentro da empresa?

Tudo isso é parte do clima organizacional da equipe, um conceito que mede a satisfação e serve como termômetro para entender qual é o sentimento comum coletivo dentro da empresa.

E é sobre isso que vamos falar abaixo.

O que é um clima organizacional da equipe?

Basicamente, são todas as características que a equipe sente no seu ambiente de trabalho. Isso inclui a relação que cada colaborador tem com seus colegas, como ele enxerga o que a empresa está fazendo de positivo (ou negativo), ou até mesmo a maneira que o negócio se posiciona em determinadas causas.

Numa analogia popular, é a ‘energia’ que as pessoas sentem, de forma individual e coletiva, com todo o ambiente que os cerca. A própria etimologia da palavra clima, que significa ‘inclinar’ em grego, mostra essa situação: como a equipe se inclina em relação ao que ocorre na empresa.

Por isso, compreender o significado dessa ferramenta de gestão de pessoas é indispensável para o RH e gestores, que procuram soluções pontuais para melhorar o clima organizacional da equipe e aumentar sua satisfação.

Como medir e mensurar o Clima Organizacional?

Basicamente, é possível fazer isso analisando determinados pontos, como:

  • Relação com os colegas do mesmo setor e de outros (se há diferença);
  • Como o profissional reage a hierarquia da empresa, como o relacionamento com seus líderes;
  • O desempenho, que pode ser desde sua produtividade ao compromisso em chegar na hora;
  • Na capacidade de bater metas;
  • E, claro, no feedback que se recebe de toda a equipe, seja o transmitido em relação à empresa, a si próprio ou aos colegas.

Dessa forma, é possível mensurar o clima organizacional da equipe de várias maneiras. Algumas delas são:

  • Realizar pesquisas sobre como a equipe se sente no ambiente de trabalho e em relação a vários pontos, partindo de dois extremos: muito satisfeito e muito insatisfeito, com o neutro no meio (ou seja, uma avaliação de 1 a 5 pontos);
  • Através da conversa e comunicação direta com os colaboradores;
  • Utilizar de ferramentas como o mapeamento do perfil comportamental profissional da equipe (e até mesmo pessoal, que influi nessa situação), através de plataformas especializadas no assunto.

Conclusão sobre o Clima Organizacional

Reter talentos, aumentar a produtividade, oferecer um ambiente de trabalho responsável e exemplar na sua área, cuidar do ser humano e ampliar seus resultados: o clima organizacional da equipe é fundamental para o sucesso da empresa.

Por isso, acompanhar a satisfação de todos, no mundo moderno, deixou de ser uma opção resguardada a multinacionais e hoje tornou-se indispensável, um verdadeiro diferencial competitivo.

Para concluir, uma dica: começar o quanto antes, dentro do ambiente corporativo, traz resultados mais rápidos.

Conheça a Jornada do Colaborador e como gerar uma empresa atrativa e, ao mesmo tempo, com um plano de carreira de forma bem desenhado.

Conte com ajuda especializada para dar o pontapé inicial e ter uma satisfação em alta no ambiente corporativo.